segunda-feira, 29 de Outubro de 2007

Saladinha de Lentilhas com Atum


Jantar perfeito de Domingo, cá em casa, é assim: nada de fogão!

Numa saladeira coloquei o conteúdo de 1 frasco de lentilhas cozidas (400 g) passadas por água fria e bem escorridas, 1 cebola e 1 cenoura picadas na 1,2,3, 1 tomate aos pedacinhos, atum de lata esfiapado e bem escorrido e ovos cozidos também aos pedacinhos.
Temperei com azeite, vinagre de framboesa (foi uma estreia cá em casa...) e salsa picadinha.
Misturei bem e foi só comer...

Esta saladinha fez-me pensar na minha querida Anette... vá-se lá saber porquê!

lol lol lol

domingo, 28 de Outubro de 2007

Peito de Perú na Panela de Pressão

Ela está sempre comigo, de uma forma incondicional, que só a Amizade pode explicar.
Chama-se P.
... e VOA!


Da ultima vez que voou, trouxe-me um frasquinho de tempero da Bulgária (com aroma de caril), que usei nesta receita, cujo nome é abundante em P's... (dá para perceber a graça?)

Temperei um peito de peru com sal, alhos picados, sumo de limão e o tempero da Bulgária e deixei ficar umas 2 horas.
Na panela de pressão coloquei 1 fio de azeite, os alhos picados, o peito de perú e uns bocaditos de limão. Deixei a carne tomar cor dos dois lados.

Depois juntei 2 tomates maduros aos bocados, 1 cebola grande em pedaços e tapei a panela. Depois de apitar, contei 25 minutos.


Abri a panela, juntei uns cogumelos frescos fatiados e deixei apurar o molho.
Cortei o peito de perú às fatias.

Servi a carne com o molho.

Perfeito, perfeito, seria ter tido a companhia da P neste belo almoço...


sábado, 27 de Outubro de 2007

Bolo dos Saquinhos

Esta receita é da Mónica.
É um bolo muito fácil e versátil, pois permite várias versões, conforme o sabor do pudim.
(a medida usada é a do saquinho do pudim)

1 saquinho de pudim (este é de ananás);

3 saquinhos de açúcar;

3 saquinhos de farinha;

1 saquinho de óleo;

1 saquinho de leite;

3 ovos inteiros;

1 colher de chá de fermento.

Batem-se os ovos com o açúcar. Junta-se a farinha misturada com o fermento.

Adiciona-se de seguida o pudim, o leite e o óleo.

Vai ao forno em forma untada.

Verifica-se a cozedura espetando 1 palito (mais ou menos 50 minutos).

Desenforma-se.


Mais fácil, é dificil achar... bom, até agora todos acharam!

segunda-feira, 22 de Outubro de 2007

Dourada Recheada

Já estava com saudades de vir aqui... problemas com a Net!

Acho que todos sabem que peixe não é muito bem vindo cá em casa... Mas, desta vez, estou a falar de peixe sem espinhas e esse aí é outra conversa!!!


Pedi à Maria da Peixaria para escalar uma dourada (ela faz isso muito bem e depressa...).
Temperei o interior com alho e cebola picadinha, um pouquinho de sal e pimenta:

Preparei o recheio - 3 dentes de alho, 1 cebola, 3 rodelas de chouriço, uns cubos de bacon, 3 cogumelos frescos e um raminho de coentros. Piquei tudo:

Recheei o interior da dourada:

Fechei-a, apertando bem, prendi com palitos e cá está ela pronta para o calor do forno, rodeada de batatinhas, cebolitas e alguns cogumelos:

Depois de 50 minutos no forno ficou assim:


Posso dizer-vos que ninguém refilou por termos peixe para o almoço...

O recheio ficou superbom!

terça-feira, 16 de Outubro de 2007

Feijoada de Choco e Camarão


Já fiz esta feijoada com tiras de choco congeladas, mas boa, mesmo boa, é com choco fresco, bem grande, às tiras... e depois, aos cubos.


Num pouco de azeite fazer um refogado pouco puxado com 3 dentes de alho e 1 cebola picados, 2 linguiças às rodelinhas e 3 cenouras também às rodelas.

Juntar 4 tiras grandes de choco, descongeladas, cortadas em cubos e deixar estufar, ou choco fresco também cortado da mesma forma.

Juntar 500 g de camarão descascado, 1 lata grande de feijão branco e misturar (se estiverem com tempo e disposição podem cozer feijoca, depois de demolhada, em água e pouco sal).

Acrescentar água, se necessário, temperar de sal, pimenta e um pouco de paprika e deixar apurar.

Antes de servir, polvilhar com coentros picados.

Aqui vai o resultado:

É apenas uma bela de uma delicia do mar, casada com o feijão da terra...


domingo, 14 de Outubro de 2007

Moamba de Galinha

A receita vem de Angola, trazida pela nossa querida Migas.
Segui à risca, que esta não é daquelas que dão para me pôr a improvisar...

Temperei uma galinha cortada em pedaços com sal, 2 piripiris e 2 dentes de alho picados.
Deixei repousar uns 30 minutos.
Num tacho coloquei os pedaços de galinha, 2 tomates maduros cortados aos pedacinhos, 2 cebolas picadas e o óleo de palma (usei metade da lata que podem ver na foto abaixo).
Deixei cozinhar a galinha mais ou menos 1 hora, juntando uma pequena quantidade de água, a meio da cozedura.
Depois da galinha cozinhada, deixei o molho apurar e servi quente acompanhada de arroz branco, que foi o conselho da minha Miguitas para os menos «aventureiros».




P.S. - Devo dizer que não me incluo na categoria dos menos «aventureiros», mas que existem 2 dessa espécie cá em casa...

No entanto, todos gostaram da galinha angolana e acho que vamos repetir um dia destes, com acompanhamentos mais em conformidade com moamba. (LOL).

Que tal Migas, e não só? Estou aprovada?

sexta-feira, 12 de Outubro de 2007

Bacalhau com Natas à Jota

Ontem, dia 11, o senhor J (é o meu pai que ainda está a aprender a cozinhar...) fez 70 anos e preparou-nos esta surpresa para o jantar!

Fritou batatas aos palitos.

Fez um refogado com cebola picada, alhos picados e azeite.

Quando a cebola ficou lourinha juntou uma embalagem de bacalhau desfiado que esteve de molho algumas horas.

Envolveu bem.
Num tacho à parte preparou Béchamel (o senhor J não gosta nada do de pacotes...):
derreteu 2 colheres de margarina, juntou 4 colheres de sopa bem cheias de farinha e misturou bem.
Depois foi juntando meio litro de leite, sempre mexendo o tacho ao lume, até obter um creme branco e lisinho.
Quase no fim juntou um pouquinho de água.
Temperou o Béchamel com sal, pimenta e noz moscada.
Retirou do lume e juntou ao molho 2 pacotes de natas, mexendo muito bem.
Num pirex colocou as batatas fritas aos palitos, por cima o refogado de bacalhau e cobriu com o molho Béchamel e natas.
Levou ao forno por uns 30 minutos.
Ao fim desse tempo retirou do forno, enfeitou com camarões descascados e levou ao forno por mais 15 minutos.
Serviu com uma salada, daquelas misturas de vários tipos de alface.
E esta, hem? A vida é uma surpresa!!!

segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

Peixe Disfarçado


Este saiu de improviso, mas acho que saiu bem, modéstia à parte...

Fiz um refogado leve com dentes de alho esmagados, cebola picados e um pouco de azeite.

Juntei um punhado de ervilhas e algumas cenouras baby (congeladas) e deixei estufar um bocadinho.

Acrescentei 1 copo de água e 1 caldo knorr «Tempero da Horta» de alho e coentros.

Introduzi 3 postas de garoupa e deixei cozer em lume brando (mais ou menos 12 minutos).

Um pouquinho antes do final juntei 500 g de ameijoas, deixei-as abrir e apurei o molho.

Rectifiquei o sal e temperei de pimenta.

À parte cozi umas batatas e 3 ovos que dispus num prato de ir à mesa.

Por cima deitei as postas de peixe, os legumes e o molho.

Ficou bem bom!!!!
Que mais se pode esperar de uma 2ª feira, à noite?

sexta-feira, 5 de Outubro de 2007

Bacalhau 5 de Outubro

Hoje é feriado...
Comemoramos a Implantação da Republica, em 1910.



Chamei-lhe 5 de Outubro pelas cores vermelha e verde, embora discretas.

Cobrir o fundo de uma assadeira untada de margarina com rodelas finas de batatas.

Num tacho, com o fundo coberto de azeite, alourar 2 dentes de alho picados e 1 cebola também picada.

Juntar 1 embalagem de bacalhau desfiado (deixei-o de molho 2 horas), 1 embalagem de fiambre aos cubinhos e uns cogumelos frescos fatiados.
Envolver bem no azeite.

Juntar 1 pacote de natas de soja, temperar de pimenta e sal (se necessário), misturar 100 g de queijo da ilha ralado e mexer bem.

Deitar a mistura sobre as rodelas de batatas na assadeira.
Polvilhar com coentros picados.
Levar ao forno médio por uns 30 minutos.



Bem, que vos parece?
Não ficou nada mal...

quarta-feira, 3 de Outubro de 2007

Choquinhos com Coentros

Eu gosto deles com tinta...
... e frescos de preferência.



Limpam-se 1 kg de choquinhos (podem ser congelados), deixando alguma tinta, conforme o gosto. É bom que os chocos sejam pequenos.

Num tacho, coloca-se azeite (a cobrir o fundo), uns 5 ou 6 dentes de alho esmagados e um raminho de coentros.

Quando os dentes de alho estão loirinhos (cuidado para não os deixar queimar!!!), juntam-se os choquinhos e temperam-se com pouco sal, pimenta e polvilham-se com colorau. Agita-se o tacho.

Tapa-se o tacho e deixam-se suar até ficarem tenros (uns 25 minutos), em lume brando.

Polvilham-se com muitos coentros picadinhos e servem-se acompanhados com batatinhas novas cozidas com pele.



Estes eram um bocadito grandes...
mas eu confesso: eram congelados!
Experimentem com chocos frescos e pequenitos.