sexta-feira, 28 de Novembro de 2008

Lombo Recheado Misto com Ananás

Lombo recheado é sempre bom (pelo menos para nós!)...
Não é preciso puxar muito pela cabeça, mudam-se alguns ingredientes e saem delícias sempre diferentes.

Abri 1 lombo de porco ao meio, no sentido do comprimento, temperei-o com sal, pimenta, colorau, alhos picados e mostarda e cobri metade com fatias de queijo mozzarella.

A outra metade cobri com fatias de peito de peru fumadas, cortadas fininhas.

Depos coloquei o indispensável ananás às rodelas.

Finalmente fechei o lombo e prendi bem com palitos.

Coloquei o lombo no tabuleiro de barro e temperei, por fora, com sal, pimenta e colorau.

Reguei-o com o sumo de ananás, um pouco de azeite e umas nozinhas de banha.

E... forno com ele!

Desta vez não vou dizer qual foi o acompanhamento.

Podem pôr a imaginação a funcionar...


terça-feira, 25 de Novembro de 2008

Dourada no Forno com Cogumelos

Quando há dourada grandona na peixaria da Maria é claro que não lhe consigo resistir…
Aqui está o resultado!
Espalhei rodelas de 1 cebola roxa e 2 dentes de alho picados no fundo de um tabuleiro de barro.
Juntei ainda tiras de pimento vermelho, 1 raminho de coentros picados, reguei com azeite e salpiquei com um pouco de sal.
Temperei a dourada arranjada e cortada em 3 partes, sem separar, com pimenta preta, rosmaninho, salsa, alho, louro, coentros, orégãos, zimbro e sal (é aquele mix para peixes que, às vezes, uso).
Coloquei 1 dente de alho grande e esmagado e 1 folha de louro dentro da barriga da dourada (este truque aprendi com a mestra Elvira!) e coloquei-a sobre a cama de cebola, pimentos e coentros, no tabuleiro.

Levei ao forno durante uns 30 minutos e retirei o tabuleiro do forno.

Juntei cogumelos frescos inteiros e pelados e voltei a levar ao forno por mais 10 minutos.

Ficou assim:

O molho ficou inacreditavelmente saboroso!

Hoje dá para escolher: o rabo da dourada ou a cabeça?

Eu sou suspeita, claro...

domingo, 23 de Novembro de 2008

Strogonoff Tropical

O frio chegou de vez! (é tempo dele...).
Tropical é mesmo só para aquecer a alma e o coração!

No tacho de barro, alourei num fio de azeite, 3 dentes de alho e 1 cebola picadinhos.

Juntei 600 g de peito de peru às tirinhas e temperei de sal, colorau e louro.

Deixei tomar um pouquinho de cor.

Numa taça misturei uma lata de leite de coco com o sumo de 1 lata pequena de ananás e 1 colher de sobremesa de massa de caril.

Juntei esta mistura no tacho de barro, envolvi bem e deixei apurar com o tacho tapado, por uns 15 minutos.

No final, juntei as rodelas de ananás cortadas aos pedaços e acompanhei com arroz branco.

Repararam nas folhinhas de hortelã?
Juntei-as ao prato, já na mesa, para não perderem a frescura...

quinta-feira, 20 de Novembro de 2008

Bacalhau 6ª Feira

E só porque amanhã é 6ª Feira, o jantar vai ser este belo bacalhau...

Alourei 1 cebola picada e 2 dentes de alho também picados num pouco de azeite.

Juntei uma embalagem de 400 g de bacalhau desfiado (previamente demolhado), uma dúzia de camarões descascados e tirinhas de meio pimento vermelho e meio pimento verde.

Num tabuleiro coloquei uma camada de batatas fritas aos palitos e por cima deitei a mistura de bacalhau e camarão com os pimentos.

Cobri com 1 pacote de 500 ml de molho Béchamel.

Levei ao forno quente durante 20 minutos.

Coloquei queijo ralado por cima do Béchamel e levei ao forno mais 5 minutos, só para o queijo derreter.

Acompanhei com uma salada mista (alface, tomate, pepino e cebola temperados com sal, azeite e vinagre).

Tenho de contar o segredo deste bacalhau: é bom em qualquer dia da semana...

!!!!! lol lol lol!!!!!

terça-feira, 18 de Novembro de 2008

Risotto de Cogumelos e Mar

Quando visito uma loja Gourmet há sempre qualquer «coisinha» que faz questão de me acompanhar no regresso a casa...
Desta vez foi este saquinho de risotto!

Com o entusiasmo nem me lembrei que não havia queijo ralado, nem para ralar em casa...

Então, foi assim:

Cozi uma cabeça de pargo em água temperada com sal e uns grãos de pimenta (Já vos contei que as cabeças dos peixes, quando não são logo comidas pela minha pessoa, tendem a acumular-se nas gavetas do meu congelador???).

Escorri-a, deixei-a arrefecer e reservei a água da cozedura.

Depois, limpei-a de todas as peles e espinhas.

No tacho de barro, deitei 1 fio de azeite, 2 dentes de alho às rodelinhas e 100 g de bacon cortados aos cubinhos.

Deixei fritar.

Juntei 250 g de camarão cru descascado e deixei-os tomar cor.

Juntei o risotto e dei umas mexidelas, com a colher de pau, para absorver a gordura.

Fui juntando conchas da água de cozer a cabeça do pargo (ainda quente), aos poucos, deixando sempre secar até juntar uma nova concha.

No final, juntei os pedaços da cabeça do pargo e coentros picados.

Marcámos falta ao queijinho ralado (vou ter de consultar o Estatuto do Queijo para ver se foi justificada ou injustificada... lol!).

sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

Intercâmbio Culinário: Galinha Gaúcha

Esta é a minha primeira participação no Intercâmbio Culinário.
A minha parceira é a jovem e simpática Talula!

Trocámos receitas e, enquanto eu fiz esta maravilhosa galinha gaúcha com sabor bem português, ela fez uma bola de carnes, bem à moda brasileira.

Não posso deixar de agradecer à Ameixinha e à Nana que nos juntaram, proporcionando-nos assim uma experiência maravilhosa e o inicio de uma amizade que se vai tornar forte e grande, como o oceano que nos separa...

Preparei a galinha e partia-a em pedaços.

Aqueci uma panela ampla e coloquei 150 g de bacon picado e deixei fritar na própria gordura.

Quando ficou levemente dourado, juntei 2 dentes de alho picados e 1 colher de sobremesa de colorau.

De seguida, juntei os pedaços de galinha já temperados com sal.

Refoguei bem os pedaços de galinha na gordura do bacon e no colorau, durante uns 10 minutos, mais ou menos.

Juntei então 300 g de linguiça de porco preto cortada em pedaços grandes e deixei fritar bem.

Tapei a panela e deixei em lume brando, cerca de 1 hora, até a galinha ficar bem tenra.

Entretanto, fiz o molho da galinha gaúcha:

Bati no liquidificador 2 pimentões vermelhos, 1 cebola e 2 tomates picados juntamente com 2 colheres de farinha de trigo e 3 colheres de polpa de tomate.

Juntei um pouco de água para conseguir bater tudo facilmente.

Juntei a mistura na panela e misturei.

Deixei cozinhar por mais 20 minutos, até o molho estar bem vermelho e consistente.

Retirei os pedaços de galinha da panela e coloquei-os num prato de serviço.

Cobri a galinha com o molho e servi com arroz branco. Vou deixar aqui um beijinho muito especial para a minha colega A.T., que me trouxe um miminho ainda mais especial e que eu usei nesta galinha gaúcha (na A.T. é tudo especial...).

Foram estes pimentinhos que se revelaram fantasticamente deliciosos e absurdamente picantes (usei 4 em vez dos 2 pimentos vermelhos que a Talula indicou). E o próximo, Talula, quando vai ser???

quinta-feira, 13 de Novembro de 2008

Cozido de Galinha

Fica assim uma espécie de cozido português, mas com galinha...
Bem saboroso e aconchegante para estes dias frios.
Cozi uma galinha do campo, cortada aos quartos, com 1 chouriço, um pedaço de entrecosto (temperado de sal, na véspera) e 4 salsichas frescas em água, sal, 3 cravinhos e 1 cebola.
Na água da cozedura, depois de retirar as carnes, cozi 1 couve portuguesa, 1 couve lombarda, 1 cabeça de nabo, 5 batatas e 5 cenouras.
Retirei um pouco de água da cozedura e fiz arroz.
Também cozi, à parte, 1 farinheira.
Numa travessa coloquei os legumes, a carne da galinha limpa de peles e dos ossos maiores, o entrecosto às tiras e os enchidos às rodelas.
Servi o arroz à parte.

Espero que não vos pareça esquisito...
Aqui, gostamos!


segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

Lombinhos de Garoupa com Camarão

Todos os lombinhos de peixe são muito bem vindos aqui em casa o que me leva, cada vez mais, a achar que os meus esquisitinhos (marretas para os amigos...) até gostam de peixe, não gostam é das espinhas!

A peixeira Maria escalou e preparou os lombinhos da dona Garoupa, enquanto o diabo esfrega 1 olho (se fosse tarefa para mim, havia de ser bonito!).

Temperei os lombinhos de garoupa com sal, pimenta, alhos picados e sumo de 1 limão.

Deixei marinar durante 2 horas.

Depois escorri o peixe da marinada.

Passei os lombinhos por pão ralado e coloquei-os numa assadeira untada com azeite.

Levei ao forno durante uns 10 minutos.

Depois coloquei uns camarões descascados sobre cada lombinho de garoupa e levei mais 5 minutos ao forno.

Retirei, outra vez, o tabuleiro do forno e deitei sobre os lombinhos e os camarões 1 pacote de 200 ml de natas.

Polvilhei com pimenta preta, moída na altura, coentros picadinhos e uma pitadinha de sal.

Fez-lhe companhia um saboroso puré de batata, daqueles da mãe, que se fazem nos dias de paciência e de boa disposição (nada de instantâneos nem congelados...).

sexta-feira, 7 de Novembro de 2008

Wok Outono

O Outono instalou-se de vez com frio e chuvinhas, como manda a lei...
O wok alinha com todas as estações do ano, sempre pronto a oferecer uma refeição diferente e simpática!
Cortei um pedaço de lombo de vaca em cubinhos e temperei-os com sal, pimenta e 1 colher de chá cheia de caril em pó.
Deitei 1 fio de azeite no wok e fritei os cubinhos de vaca.
Juntei cogumelos frescos fatiados e 2 maçãs de casca vermelha, lavadas e cortadas em cubos, com a casca.

Envolvi bem e deixei cozinhar, em lume brando, por 10 minutos, tendo o cuidado de não deixar as maçãs desfazerem-se.

Acompanhei com arroz branco, que se recusou a ficar na foto (vá-se lá saber porquê!!!!) e com o «Terras do Pó», que se revelou ser muito melhor do que o nome prometia...

terça-feira, 4 de Novembro de 2008

Beringelas Recheadas

Quando digo que vou fazer beringelas, quase me põem de castigo na gaiola do papagaio, mas quando chega a hora da paparoca, acabam-se os refilanços...
Não dá para perceber!... nem ligar...

Comecei por partir 3 beringelas ao meio, depois de bem lavadas e escavei-as com a ajuda de uma faca bem afiada e de uma colher de chá de metal, com cuidado para ficarem fininhas, mas sem perfurar a pele.

Polvilhei o interior das metades com sal grosso e deixei-as a escorrer, viradas para baixo durante uns 20 minutos.

Refoguei em azeite, 1 dente de alho, a polpa de 1 das beringelas picadinha, meio pacote de sopa de polpa de tomate (100 g), 1 dl de vinho branco e 500gr de carne de vaca e porco picada e misturada.

Rectifiquei o sal e a pimenta e deixei cozinhar bem.

Apurei o molho e deixei arrefecer um pouco.

Coloquei as metades das beringelas num tabuleiro untado de azeite e recheei-as com a carne.

Polvilhei com queijo ralado (usei Mozzarella) e levei ao forno a 220ºC por 20 minutos.

Acompanhei com saladinha.

E então?

Capazes de convencer qualquer um a ficar para o jantar... lol!

domingo, 2 de Novembro de 2008

Dois Meios no Forno

Eu explico: é meio frango e meio coelho aos pedacinhos, bem temperados e assadinhos no tabuleiro de barro...

Cortei meio frango e meio coelho aos pedacinhos e coloquei-os a marinar no tabuleiro de barro, por 2 horas com: sal, pimenta, 3 dentes de alhos às rodelinhas. colorau, 3 folhas de louro e massa de pimentão.

Reguei com azeite e 1 copo de vinho branco e borrifei com um pouco de margarina liquida.

Levei ao forno bem quente por quase 1 hora.

A meio da assadura retirei o tabuleiro do forno e virei os bocadinhos da carne com a ajuda de 1 garfo. Polvilhei com salsa picada.

Deixei apurar por mais uns 10 minutos e servi com arroz de cenoura, ervilhas e pimento vermelho. Alguém disse que o coelho e o frango só se juntavam na capoeira????
Desta vez, juntaram-se no meu tabuleiro e... em boa hora!

Ficaram deliciosos...