terça-feira, 31 de Março de 2009

Entrecosto Agridoce

Antes de andar por aqui, nem sabia que entrecosto era bom, era só para grelhar...
Estou a ficar uma aventureira (lol!) - até já uso mel e tudo!

Pedi ao sr. João para cortar o entrecosto às tiras.

Coloquei-o no tabuleiro de barro e temperei-o com sal, 5 dentes de alho às rodelinhas, 2 folhas de louro partidinhas.

Salpiquei com colorau, besuntei com 3 colheres de sopa de mel e 2 de molho de soja e reguei-o com uns salpicos de brandy.

Coloquei por cima da carne umas nozinhas de banha com tempero de alho e umas rodelas de limão.

Levei ao forno bem quente, até ficar bem tostadinho.

Acompanhei com batatas fritas (iam ser assadas, mas não couberam no tabuleiro…) e uma salada verde.

Só me faltava esta!

Estou fã de mel na cozinha...

domingo, 29 de Março de 2009

Folares da Páscoa

Desta vez o cenário é outro... em vez da minha cozinha é a nossa sala de aula!
Na passada 5ª feira, o senhor C, pai do R, veio à escola para vermos como os pasteleiros profissionais fazem os tradicionais folares da Páscoa.

Foi tão rápido:

amassou uma mistura em pó (com todos os ingredientes necessários, até ovo desidratado) com fermento e um pouco de água, juntou canela e erva-doce e... massa pronta!

Nós levámos os ovos cozidos.

Toda a turma equipada com aventais e toucas, doidinhos por pôr a mão na massa!

Ficaram lindos!

Foram levedar uns 20 minutos, antes do forno.

Foto depois de saírem do forno é que não há...

É que o entusiasmo foi mais que muito para provar o resultado final e a prof. esqueceu-se.

Tirei esta foto do livro da Cozinha Tradicional Portuguesa de Maria de Lourdes Modesto, porque ficaram mesmo parecidos...

sábado, 28 de Março de 2009

Kit da Felicidade

A sempre doce e simpática Janeca quer que este meu cantinho seja feliz...
Olhem o que recebi:
Seguindo o seu exemplo vou passar este kit a todos os que me visitam.
1 beijinho especial para ti, Janeca...

quinta-feira, 26 de Março de 2009

Pargo Montanheiro

Foi a vez do pargo perder a cabeça... e foi com uma embalagem de enchidos (que esqueci de fotografar): 2 linguiças, 2 farinheiras e 2 morcelas, tudo fininho como se fossem linguiças.
Só me lembro do nome «Montanheira»...

Temperei o pargo com sal, pimenta, sumo de limão e alhos picados.

Coloquei-o no tabuleiro de barro, rodeado de batatas temperadas com sal.

Coloquei duas folhas de louro partidas.

Salpiquei tudo com paprika e reguei com 1 copo de vinho branco.

Cortei os enchidos (1 de cada) às rodelinhas e introduzi-os pelo meio das batatas.

Coloquei ainda uns pedacinhos de cebolinho sobre o peixe.

Levei ao forno até as batatinhas ficarem bem tenras.

E pronto? Um cheirinho delicioso a pairar na minha cozinha...

terça-feira, 24 de Março de 2009

Costeletas com Cogumelos e Manga

Há terças feiras bem compridas... parece que nunca mais acabam!
O que fazer para o jantar???
Temperei as costeletas de porco com sal, pimenta e alhos às rodelinhas.
Deixei ficar a descansar durante cerca de 1 hora.
Fritei-as dos 2 lados, em azeite bem quente.
Juntei uma dúzia de cogumelos frescos fatiados e deixei fritar mais um pouco.
Reguei com um cálice de wisky.
Juntei uma manga, em palitos, e o sumo que ela largou e sacudi a frigideira, deixando o molho engrossar um pouco.
Servi com batatas fritas e salada verde.
Valeu a pena, só pelo molho, acreditam?

domingo, 22 de Março de 2009

Arroz de Garoupa e Camarão

Sobrou uma posta de garoupa cozida e, antes que se perdesse por tempo indeterminado, (lol!)... saíu este arrozinho...
No tacho de barro, coloquei 1 fio de azeite e um pouco de margarina liquida.
Juntei 2 dentes de alho picados e 1 cebola em rodelas grossas.

Quando a cebola ficou murcha, juntei 250 g de camarões, cozidos e descascados e 1 molhinho de coentros picados.

Salpiquei com pouco sal e 1 malagueta aberta ao meio.

Deixei fritar um pouco.
Depois foi a vez da dona garoupa, também já cozida, limpa de pele e espinhas e feita em pedaços.

Envolvi tudo, com cuidado, para tomar gosto.

Juntei a água de cozer o camarão, 1 chávena de chá de arroz e deixei cozer.

Fui sempre espreitando e juntando água, quando necessário, para ficar bem malandrinho.

E ficou, mesmo como eu gosto...

E vocês?

sábado, 21 de Março de 2009

O que é Roxie?!

A simpática Kikas diz que o meu blog é roxie...
andei a espreitar outros blog´s que também receberam esta nomeação e acho que roxie são coisas que preferimos. Será?...

Vamos lá então às regras:

1ª- Exibir a imagem do selo "Seu blog é ROXIE!" (esta já está)...

2ª- Colocar quem te deu o selo nos seus blogs indicados (vou adicionar a kikas);

3ª- Escrever 5 coisas que são ROXIE.

A - Sobre música: Queen, Brian Adams, André Sardet, ... (só 3???)

B - Televisão e cinema: Equador, CSI, Poirot, ...

C- Três países que sonha em conhecer: Grécia, Brasil, Moçambique,...

D- Três cores favoritas: azul, preto e verde.

E- Três hobbies: ler, cinema e manter o «Cozinha com a Anna».

Quem passar por aqui e quiser... é só pegar a onda Roxie!

sexta-feira, 20 de Março de 2009

Arroz Doce

Para quem não se lembra, ou não sabe ainda, vou avisando que as minhas sobremesas são assim: bem simples e sempre fáceis...
...mas saborosas, sempre!

Levei ao lume, num tacho, meio litro de água com 1 pitada de sal, 1 casca de limão, 1 pau de canela e 125 g de margarina.

Quando a margarina derreteu, juntei 1 chávena de arroz, para arroz doce (da Saludães).

Deixei cozer até a água evaporar, mexendo de vez em quando.

Quando a água desapareceu, juntei 1 litro de leite meio gordo quente e fui mexendo até o arroz ficar completamente cozido.

Retirei a casca de limão e o pau de canela.

Juntei 9 colheres de sopa de açúcar e deixei em lume muito brando mais 5 minutos.

Separei 6 gemas das claras.

Bati as gemas e deitei-as em fio sobre o arroz, mexendo sempre, fora do lume.

Levei de novo ao lume, mexendo sempre com a colher de pau, só para engrossar um pouco.

Deitei o arroz doce num pirex e deixei arrefecer.

Decorei com canela em pó.

O melhor arroz doce do mundo era o da minha mãe!

O meu irmão e eu brigávamos para ver quem rapava o fundo do tacho...


quinta-feira, 19 de Março de 2009

Super Chefe!!!!

A muito querida Winnie atribuíu-me o prémio de super chefe... quem me dera!!!
Nem sei se este barrete me serve...lol...

Devia passar a outros 7, mas não consigo...

Tenho mais de 7 super chefes e alguns são daqueles que não entram nestas brincadeiras de prémios.

Obrigada e beijinho à Winnie, porque hoje me fez sorrir!

quarta-feira, 18 de Março de 2009

Desktop

A docinha Nela desafiou-me a mostrar o meu desktop.
Cá está ele:
E... como canta o grande Rui Veloso:
«Toda a alma tem uma face negra
nem eu nem tu fugimos à regra.
...
chamemos-lhe apenas o lado lunar
mostra-me apenas o lado lunar.»
Quem passar por aqui e quiser, também pode mostrar o seu...

segunda-feira, 16 de Março de 2009

Saladinha de Choco

Se saladinha de polvo é boa até dizer chega, saladinha de choco, que é primo do polvo, também só pode...

Cozer o choco, com tinta, foi a tarefa mais difícil; resultou numa panelinha toda mascarrada... mas a tarefa nem foi demorada - 15 minutos em água a ferver com pouco sal.

Deixei o choco arrefecer, escorri-o, lavei-o em água fria corrente e cortei-o em pedaços.

Coloquei-os numa tacinha de barro e reguei-os com azeite, salpiquei com vinagre balsâmico e pimenta rosa e verde moída na altura.

No fim, montes de coentros picados.

Ficou uma entradinha bem apetitosa, não acham???

domingo, 15 de Março de 2009

Blog de Ouro

Duas surpresas: a Petra e Ricardo e a Edilia ofereram este prémio à minha cozinha!

Obrigada aos dois! Ou será aos 3?!

sábado, 14 de Março de 2009

Jaquinzinhos Fritos com Arroz de Brócolos

E só porque hoje é sábado, não há receita!

Quem quiser, pode dar uma espreitadela aqui e/ou aqui...

Mas toda a gente sabe como é!

quinta-feira, 12 de Março de 2009

Frango Marengo

Fui atraída até ao blog do Senhor Prendado pelo nome tão giro deste frango e descobri que,para além do nome giro, havia uma história deliciosa, tão deliciosa quanto o frango...
Temperei 1 frango cortado em pedaços com sal, uns borrifos de vinagre e pimenta.
Passei cada um dos pedaços de frango por farinha de trigo.
Num tacho, derreti 50 g de manteiga, adicionei 3 colheres de sopa de azeite e alourei os pedaços de frango.

Juntei 2 cebolas roxas picadas e 2 dentes de alho também picados, tendo cuidado para não os deixar queimar.

Quando a farinha que envolvia os pedaços de frango, a cebola e o alho ficaram dourados por igual. fui juntando, aos poucos, 1 copo de caldo de galinha e 1 copo de vinho branco.

Deixei ferver, depois baixei o lume e deixei cozinhar por uns 20 minutos.

Juntei ainda 3 tomates picados, limpos de pele e sementes e cogumelos frescos fatiados.

Tapei o tacho e deixei em lume brando, até o frango ficar completamente macio.

Fui mexendo frequentemente para o molho não pegar ao fundo do tacho.

10 minutos antes de terminar a cozedura, juntei 1 cálice de cognac ao molho.

Servi bem quente, com esparguetes cozido em água e sal, e polvilhado com salsa picada.

A batalha de Marengo aconteceu em 14 de Junho de 1800, com Napoleão Bonaparte...

Despertei a vossa curiosidade???

terça-feira, 10 de Março de 2009

Salmão com Mel, Mostarda, Limão e Sésamo

Quem achava que eu não era capaz de usar mel num prato salgado???
Pois, era eu mesma... euzinha, a própria.
Vi um salmão no blog da Karla e também no da Filipa e deixei-o inspirar-me...
Temperei 3 lombos de salmão com sal e pimenta.

Numa tigelinha, misturei 1 colher de sopa de azeite com o sumo de 1 limão, 2 colheres de sopa de mel e 2 colheres de sopa de mostarda (Savora) com grãos.

Deitei esta mistura sobre os lombos de peixe.

Salpiquei com sementes de sésamo e folhinhas de salsa.

Levei ao forno durante, aproximadamente 20 minutos.

Servi de seguida, com batatinhas cozidas com pele e depois peladas.

Dizer que ficou bom, é suspeito, porque adoro salmão...

Mas verdade é que ficou muito melhor do que só bom, sério!

domingo, 8 de Março de 2009

Intercâmbio Culinário: Flan de Pêssego

Esta é a minha 2ª participação no Intercâmbio Culinário Portugal - Brasil.

Desta vez, a minha parceira Talula e eu, combinámos fazer doces.


Como de costume, trocámos 3 receitas, e eu escolhi este flan de pêssego, por me parecer ser fácil, fresco, delicioso e diferente...

Espero que a Talula tenha gostado tanto desta experiência docinha, quanto eu... é que nós duas não precisamos de trocar muitas palavras para nos entendermos.

Escorri uma lata grande de pêssegos.

Reservei duas metades de pêssegos para fazer a calda.

Bati, no liquidificador, os pêssegos restantes com 1 lata de leite condensado e 1 pacote de natas.

Misturei 3 folhas de gelatina com cinco colheres (sopa) de água e levei-as ao microondas durante 2 minutos.

Acrescentei a gelatina dissolvida na mistura do liquidificador e bati até ficar uma mistura bem homogénea.

Deitei numa forma com chaminé, molhada, com água fria, e levei ao frigorifico até endurecer (cerca de 4 horas).

No momento de servir, bati no liquidificador as duas metades de pêssego reservadas com 6 folhas de hortelã fresca.

Aqui, a brigada dos esquisitinhos começou a refilar contra a calda, por causa da sua cor bem verdinha.

Então, em vez de a colocar sobre o flan desenformado, servi-a numa tacinha à parte.

Afinal, ninguém resistiu a provar a calda verde e fresquinha.

E assim, saíu da minha cozinha,um flan sem ovos, o que eu pensava ser mesmo impossível de acontecer...

Obrigada Talula, por mais esta partilha de saberes e sabores!

sexta-feira, 6 de Março de 2009

Parece que faço sorrir...

A Alcina e a Winnie são duas delícias de meninas, companheiras de aventuras na cozinha...
Imaginem só que elas acham que o meu blog as faz sorrir!

Vou passar a todos os que me fazem sorrir (eles/elas sabem...).

Obrigada amigas!

quarta-feira, 4 de Março de 2009

3 no Barro Preto

3 bifes palermas, cada um de sua «marca», perderam-se nas profundezas do meu congelador!
Mas eu achei-os, pois, pois...

No tacho de barro preto, coloquei azeite e 2 dentes de alho grosseiramente picados.

Juntei meio pimento verde e meio pimento vermelho cortados às tiras e deixei fritar um pouco.

Juntei 1 bife de alcatra de vaca cortado em pedacinhos e deixei fritar.

Depois juntei cubinhos de bacon, 1 bife de lombo de porco e 1 de peito de frango cortados em pedacinhos também.

Deixei cozinhar.

Temperei com sal e pimenta branca moída na altura.

Quando a carne ficou cozinhada, juntei uma mão cheia de cogumelos frescos, pelados e cortados ao meio, e meia duzia de camarões descascados.

Deixei apurar durante mais uns 10 minutos.

Acompanhei com arroz branco e salada.

Pronto, está bem, os camarões e os cogumelos foram uns «penetras»...

... mas não consegui resistir-lhes!