quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010

Pá de Porco em Cama de Maçãs

E quem disse que as coisas simples e despretenciosas não são as melhores?
Porco com puré de maçãs, eu já sabia que era muito bom, mas assim, tive mesmo de experimentar...
Espalhei 1 cebola roxa grande, cortada em meias-luas, no fundo do tabuleiro de pirex.
Por cima coloquei um pedaço de uma pá de porco temperada com sal, alhos picados e massa de pimentão.
Em volta da carne coloquei 3 maçãs reinetas cortadas em gomos e uma mão cheia de batatinhas descascadas e polvilhadas com sal.
Reguei tudo com 1 copo de whisky misturado com 2 colheres de sopa de mel.
Levei ao forno a 200º C, até a carne ficar bem passada (cerca de 1h 30m).

Nem que o próprio Cupido (o das setas, a sério) nos tivesse atingido aos 3, poderíamos ter apreciado mais este belo almoço de Domingo!
Obrigada...



sábado, 23 de Janeiro de 2010

Bolo Amarelo Custard

Há blogues que não costumo visitar tão frequentemente quanto outros, mas quando acontece saio de lá com boas surpresas como esta...
Foi o que me aconteceu no Mesa para 4!

Bati 200 g de manteiga amolecida com 350 g de açúcar, com a batedeira, até conseguir um creme homogéneo e esbranquiçado.
Juntei 4 ovos inteiros, 1 de cada vez, batendo bem entra cada adição.
Misturei 350 g de farinha com 3 colheres de sopa de farinha Custard, 2 colheres de chá de fermento em pó e uma pitada de sal.
Deitei metade desta mistura na massa e envolvi muito bem.
Misturei então 2 dl de leite meio gordo.
Finalmente juntei a outra metade da mistura de farinhas, batendo bem com a colher de pau.
Levei ao forno, numa forma untada com manteiga e polvilhada com farinha, durante cerca de 1 hora, a 180º C.

Bonito e grandão, não acham????


segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

Açorda de Bacalhau e Camarão

Não, hoje não vou escrever esta receita maravilhosa...
Quem quiser saber, vai ter de navegar até ao «Outras Comidas»!
Vale bem a pena, vão ver...

Segui todos os passos, cuidadosamente, que as dicas do Luís são, para mim, preciosas...
Só não consegui tempo para levar as cabeças e as cascas dos camarões ao lume, durante 60 minutos.
O resultado superou em muito o esperado.
É uma combinação de sabores e texturas incrivelmente boa!
E, como diz Camões: «Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades...», esta foi a primeira açorda que fiz sem juntar ovo.

Obrigada Luís, por este jantar tão especial, numa simples 2º feira.
Beijinho para ti...

sexta-feira, 15 de Janeiro de 2010

Doce Suspiro da João

A minha colega Mª João é das pessoas mais doces e criativas que conheço...
Parece que não liga a nada, nas depois faz-me boas surpresas destas... e nem se esquece das fotos!

Começou por reunir as «tropas»:
alguns suspiros, 2 latas de leite condensado cozido, 2 caixas de creme fraiche (a João diz que podem ser substituídas por 2 embalagens de natas frescas batidas) e 1 tablette de chocolate de leite.

Com uma faca, o P (dela...) fez o chocolate em raspas.

Deitou as raspas de chocolate no fundo de uma taça.

Por cima, deitou as 2 latas de leite condensado cozido, ligeiramente batidas, só para se envolverem.

Noutra taça, misturou as 2 caixinhas de creme fraiche com os suspiros desfeitos com as mãos.
Envolveu bem com a colher de pau.


Finalmente deitou este creme branco sobre o creme de leite condensado cozido.
Salpicou com mais suspiros esmagados (também ficavam bem umas raspinhas de chocolate).

Ainda não provei!
Mas no Domingo já lhe vou tirar a prova dos 9...

domingo, 10 de Janeiro de 2010

Chocos na Cataplana em Cama de Berbigão e Presunto

Os chocos estão a tornar-se uma rotina para os almoços de sábado só
para dois...
Uma rotina deliciosa!

Na cataplana, coloquei azeite, dentes de alho às rodelinhas e 3 fatias de presunto cortadas em tirinhas com a tesoura.

Quando o azeite ficou quente, espalhei uma mão cheia de berbigões.

Sobre os berbigões dispus os chocos (2 por pessoa), arranjados, mas ainda com alguma tinta.

Por cima dos bichinhos espalhei uns raminhos de coentros lavados.

Fechei a cataplana e deixei suar, sobre lume brando, durante 20 minutos.

Entretanto, cozi batatinhas que introduzi na cataplana enquanto o molho apurou um pouco.

Desta vez abusei um bocadito da molhanga com pão...
Mas, quem diz a verdade, não merece castigo...


quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010

Peru Estufado

Não é 1 peru inteiro...
é só uma perna!

Dei uns cortes profundos ao longo da perna de peru.
Temperei-a com sal, pimenta, alho em pó e barrei-a com 2 colheres de sopa de massa de pimentão.

Nos cortes feitos na perna, introduzi rolinhos de fatias de bacon, empurrando bem para o fundo.
Estufei na panela de pressão com azeite, dentes de alho esmagados e cebola picada.
Deixei dourar de todos os lados e juntei 1 copo de brandy.
Contei 40 minutos depois da panela apitar e ter baixado o lume.

Cortei às fatias e acompanhei com grelos e batatas cozidas.


Nem muito bom, nem muito mau...

sábado, 2 de Janeiro de 2010

Estufado da MZ

O saco de cogumelos secos que a MZ me ofereceu atravessou a passagem de 2009 para 2010 e continuou a fazer sucesso...
Desta vez eram bem diferentes, inteirinhos, e segui os conselhos (da MZ e do Luís) de os cozinhar com carne.
Aqui estão eles, posando descaradamente para a foto... antes de irem para o banho de imersão, em água fria, durante umas 8 horas.
Desta vez não guardei a água.

No tacho de barro preto, coloquei azeite, 3 dentes de alho cortados às rodelinhas e 6 fatias de bacon cortadas em quadradinhos.
Deixei alourar um pouco, sem fritar.

Juntei 400 g de carne de vaca aos cubinhos, temperada com sal, pimenta, um pouco de pimentão doce e uma folha de louro.
Deixei a carne tomar cor, mexendo de vez em quando com a colher de pau.

Juntei então os cogumelos secos, demolhados e escorridos.
Envolvi-os bem com a carne.

Salpiquei-os com 1 colher de café de caril em pó, reguei-os com um pouco de brandy e tapei o tacho.
Deixei em lume brando, até a carne ficar tenra (não demorou mais de 40 minutos).

Acompanhei com batatas fritas, sim, pois!...
Os cogumelos ficaram rijinhos, ligeiramente gelatinosos e... extremamente saborosos!