sábado, 28 de Agosto de 2010

Jardineira/Quintaleira de Peru e Maçã

Não sou grande fã de jardineira (nem sequer do nome...), mas às vezes sai uma, assim, à minha maneira...

Cobri o fundo do tacho de barro preto com azeite, deixei-o aquecer e juntei 3 dentes de alho laminados e uns cubinhos (com cara de paralelepípedos) de bacon.

Depois juntei 3 cenouras às rodelinhas.

Cortei cerca de 300 g de peito de peru em cubos e deitei-os também no tacho.
Temperei com pouco sal, pozinhos de pimentão doce e 1 colher de sopa de orégãos.

Reguei com meio copo de vinho branco e juntei 6 batatinhas novas, pequeninas e descascadas.
Quando a carne tomou cor, juntei ainda 9 camarões descascados.
Tapei o tacho com a tampa e deixei-o sobre lume brando durante, mais ou menos, 10 minutos.

Finalmente, juntei uma maçã lavada e com casca. cortada em gomos.
Tapei o tacho mais um pouco, mas não deixei a maçã cozer completamente.

Polvilhei com coentros, mas poderia ter sido com salsa...

Foi a maçã, a principal culpada de esta quintaleira/jardineira ter saído especial, lol ...


quarta-feira, 25 de Agosto de 2010

Cheguei,,,

E agora só falta uma semanita para queimar os últimos cartuchos e voltar à rotina...
Vai passar tão depressa!!!

Andei de funicular...

Fui até ao passado:


Descansei na beira de um rio...

Voltei à Idade Medieval!

Fui à festa do meio dia...

...e à da meia noite também.

Já no regresso, esta deliciosa descoberta:

E cá estou, com uma big crise de preguicite aguda... que me há-de passar!

sexta-feira, 13 de Agosto de 2010

Garoupa no Tacho

Garoupa fica sempre bem: cozida, assada, grelhada, no tacho...
bem acompanhada ou sozinha, quem a apanha nem se queixa de estar a comer peixe!

Cobri o fundo do tacho com azeite e juntei alhos e cebola roxa, cortados.

Por cima, coloquei rodelas de batatas e polvilhei com sal.

Sobre as batatas deitei uns pés de coentros frescos e lavados.

Dispus as postas de garoupa previamente temperadas com sal, sobre os coentros, reguei com meio copo de vinho branco e alguma pimenta moída.

Juntei ainda uma dizia de camarões crus e descascados.
Coloquei a tampa no tacho e deixei sobre lume brando, durante uns 25 minutos.

Destapei o tacho, deixei apurar durante mais uns minutos e polvilhei com mais coentros frescos, desta vez picados.

Ficou bom, com um sabor especial a mar, concentrado no molho, que não se ralou nada de ser invadido por pedacinhos de pão...


quarta-feira, 11 de Agosto de 2010

Cubinhos de Vitela

Uma ida ao supermercado do C. I. resulta sempre numas embalagens de carne com a origem demarcada...
esta era de cubinhos de vitela Barrosã e pesava pouco mais de 400 g.

Cobri o fundo do tacho de barro preto com azeite e 1 colher de sopa de banha.
Juntei alhos picados e depois 3 cebolinhas novas inteiras (colocaria umas 6 se mais alguém, para além de mim, as apreciasse...).
Juntei os cubinhos de vitela, temperados com sal e pimentão doce, e deixei-os tomar cor.

Depois, 2 cenouras descascadas e cortadas às rodelas fininhas.

Entretanto, arranjei uma embalagem de cogumelos, tirando-lhes a pele.

Deixei a carne ficar tenra, sobre lume brando, com o tacho tapado.

Só então juntei os cogumelos e deixei apurar mais uns 5 minutos.

O toque de frescura foi dado pela hortelã, fresquinha, no prato...


terça-feira, 10 de Agosto de 2010

Tiras do Mar Grelhadas

Não, hoje não é peixe... são outros do mar, daqueles que têm os pés na cabeça e, por isso mesmo, se chamam cefalópodes: lulas e chocos.

Abri 6 lulas, com a tesoura, e coloquei a grelhar, assim como os respectivos tentáculos.
As ditas cujas começaram a encaracolar, o que tornou muito difícil a tarefa de as deixar bem grelhadas.

A atrapalhação só durou alguns minutos.
Coloquei azeite e alhos numa frigideira e deixei aquecer.
Retirei as lulas (mal grelhadas) e cortei-as em tiras que deitei dentro do azeite quente.
Deixei-as, em lume brando, até ficarem completamente passadas.

Entretanto, grelhei 2 chocos pequenitos e inteiros (NÃO LHES FOSSE PASSAR PELA CABEÇA A IDEIA DE SE ENCARACOLAREM TAMBÉM), com alguma tinta.
Cortei-os, tal como às lulas, em tiras e juntei-os na frigideira.
Envolvi as tiras todas com coentros picados e deitei tudo sobre quartos de batatas cozidas.

Foi boa ideia ter juntado os 2 choquinhos e a respectiva tinta, que deu um sabor todo especial a este molho...


domingo, 8 de Agosto de 2010

Costeletas ao Mar

Com o calor, as férias e a preguiça activada, a inspiração para cozinhar desvanece-se...

Fritei as costeletas, temperadas com sal pimenta rosa moída e alhos às rodelinhas, numa frigideira com o fundo coberto de azeite e 1 colher de sopa de banha.
Quando as virei, para fritarem do outro lado, juntei uns mexilhões congelados (virados com a casca para cima) e uns camarões crus.
Deixei que todos fritassem, bem juntinhos, quais amigos inseparáveis.
Acompanhei-os com esparguete cozido.

Até que ficou com boa cara, não acham?


quarta-feira, 4 de Agosto de 2010

Peitos de Frango Recheados com Farinheira

Gosto de recheios...
e enrolar um peito de frango é muito mais fácil do que enrolar uma torta, lol!!!

Primeiro, cozi uma farinheira de Seia.
Escorri-a, deixei-a arrefecer e tirei-lhe a pele.

Num tacho, deitei azeite, alhos e 1 cebola roxa cortada.
Deixei-os aquecer.

Entretanto, abri os peitos de frango e barrei-os com massa de farinheira.
Depois fechei-os com palitos.

Coloquei-os no azeite quente e rebolei-os de todos os lados.
Salpiquei-os com sal, pimenta e pimentão doce em pó.

Juntei ainda uma lata de cogumelos inteiros (não havia frescos).

Reguei com meio copo de vinho branco, tapei o tacho e deixei cozinhar uns 20 minutos.

Deixei apurar o molho mais uns minutos.

Acompanhei com macarrão cozido e bem escorrido.

Ficaram bem bonitos e deliciosos também...


terça-feira, 3 de Agosto de 2010

Lulas de Fricassé

Depois da galinha e ainda da garoupa chegou a vez das lulas...
Fricassé é sempre bom!

Numa frigideira, coloquei azeite, 2 dentes de alho às rodelinhas e uns paralelepípedos de presunto
(por isso não usei mais sal).

Juntei 500 g de lulas limpas congeladas e deixei cozinhar (detesto lulas congeladas por ficarem reduzidas a menos de metade do seu volume inicial).
Passados uns 10 minutos juntei 1 dúzia de camarões crus e descascados.
Deixei-os fritar.
Entretanto fiz o molho de fricassé: numa tacinha misturei 2 gemas de ovos, o sumo de 1 limão, 1 colher de chá de mostarda uns pézinhos de salsa picada (quem disse que eu não gosto de salsa???).

Misturei o molho com a frigideira fora do lume, envolvendo bem.
Acompanhei com as «malvadas»...

Bom aspecto tinham mas, decididamente, não sou fã de presunto cozinhado...