quarta-feira, 29 de Setembro de 2010

Robalo de Barriga Cheia

Desta vez chamei-lhe de barriga cheia, porque é isso que ele é, e também para ninguém dizer que estou sempre a recheá-los... lol!

 Usei a picadora para picar (é só o que ela sabe fazer...) 2 dentes de alho,100 g de cubos de bacon, 100 g de mozarella em fios e um raminho feito com pés de salsa, coentros e pernadas de hortelã.
 Enchi a barriga do robalo, apertando bem com os dedos.
O queijo ajudou a tornar o recheio numa pasta maleável e aderente.

 Preenchi os espaços do tabuleiro com batatinhas em cubos e cebolinhas novas.
Reguei com um fio de azeite, meio copo de vinho branco, polvilhei com sal e com pimentão doce e levei ao forno.
 Ficou pronto em 35 minutos porque os cubos da batata eram pequenitos.

Acho que (modéstia à parte) foi o recheio melhor conseguido, quer pelas propriedades do queijo (que já referi), quer pela frescura
inesperada concedida pela hortelã...

domingo, 26 de Setembro de 2010

Feijoada de Galinha

Quem nunca experimentou não imagina como é deliciosa, cremosa e reconfortante...

 Na véspera, cozi uma galinha em água, sal, 3 cabeças de cravinho e 1 cebola. Escorri-a e, no dia seguinte, limpei-a de peles e ossos.
No caldo de cozer a galinha  cozi 600 g de feijão branco, demolhado em 12 horas.
Cobri o fundo de um tacho com azeite e juntei-lhe 1 cebola roxa em meias luas e 3 dentes de alho esmagados.
Deixei aquecer e introduzi no tacho meio chouriço (da Beira Baixa) em rodelas e uns cubinhos de bacon.

Juntei 3 cenouras às rodelas fininhas.
Depois juntei os pedaços de galinha, 3 conchas do caldo de a cozer e o feijão branco cozido. 
Envolvi  bem e deixei apurar.


Podem fazer fila... ainda sobrou bastante no tacho, aí para os primeiros 5 candidatos...

quinta-feira, 23 de Setembro de 2010

Entrecosto com Laranja e Alecrim

Começou o Outono, vieram as primeiras chuvas, chegou o primeiro arrepio(zinho) de frio e eu continuo a gostar do aroma e sabor da laranja...

Temperei pedaços de entrecosto com sal, pimenta, 1 colher de sopa de massa de pimentão, alhos esborrachados, sumo de 2 laranjas e meio copo de brandy.
Deixei ficar toda a tarde no frigorífico.
Transferi a carne e respectiva marinada para o tabuleiro de barro, com o fundo coberto de azeite..
Juntei rodelas de laranja e uns pés de alecrim fresco.
Levei ao forno até a carne ficar tenra e dourada.


Gostava de ter assado batatinhas e cebolas com o entrecosto, mas não cabiam no tabuleiro.
Foram fritas mesmo...


domingo, 19 de Setembro de 2010

Quase... Coq au Vin

A ideia fixa de fazer este frango, implantou-se-me nas ideias quando vi este, há uns dias, no Garficopo.
É neste blog que, muitas vezes, me inspiro e recolho ideias para dar um final feliz a frangos ou a carne de porco, no tacho ou no forno, já que o seu dono é especialista nestes «happy end»...
Na véspera, de manhã, cortei 1 frango do campo em pedaços, retirei a maior parte das peles e coloquei-o numa taça.
Temperei-o com sal, pimenta rosa moída, 4 dentes de alho às rodelas, 3 cabeças de cravinho e cobri-o com vinho tinto.
Guardei, tapado, no frigorífico.

No dia seguinte, cobri o fundo de um tacho com azeite, juntei 1 colher de sopa de banha e, quando aqueceu, juntei 100 g de bacon cortado aos cubinhos e umas cebolinhas novas.
Deixei rebolar um pouco.

Juntei os pedaços de frango escorridos e os dentes de alho da marinada.

Deixei.os tomar cor.
Não polvilhei com farinha. porque diz-me a experiência que às vezes queima (porque sou distraída...) e fica um sabor desagradável.
Tapei o tacho e deixei cozinhar. sobre lume brando, até ficar bem tenro.
Nos ultimos 5 minutos, juntei uns cogumelos frescos cortados ao meio e deixei apurar.

Entretanto, fiz puré de maçã reineta.

Ficou bonito, não?

Foi uma bela companhia para este frango que. se não tivesse um nome francês betinho, seria um simples frango estufado com vinho tinto.

Espero a aprovação do mestre, pois desta vez segui quase todas as regras...
logo eu que nem costumo conseguir isso!

sábado, 18 de Setembro de 2010

Vacamanga

Nem só de peixe vive o Homem... pelo menos os dois cá de casa!
Cortei 400 g de carne de vaca em cubinhos e temperei com sal e pimenta preta.
No tacho de barro preto, coloquei azeite e 2 colheres de sopa de banha.
Juntei 2 dentes de alho esmagados, 1 cebola picada e deixei aquecer.
Deitei também 2 cenouras cortadas às rodelas e os cubos de carne de vaca.
Deixei-os tomar cor, juntei meio copo de água, tapei o tacho e ficou sobre lume brando por cerca de 30 minutos.
Juntei uma dúzia de cogumelos frescos inteiros, 1 raminho de salsa picada e o sumo e a polpa esmagada de uma manga madura.
Ficou a apurar mais uns 10 minutos.
Entretanto cozi massa que depois de escorrida e colocada num prato foi coberta com a carne e o respectivo molho.
Vacamanga pareceu-me um nome giro e adequado...
Foi sugerido por alguém que gosta de me arreliar, mas que tem (quase) sempre boas ideias...



terça-feira, 14 de Setembro de 2010

Robalo recheado com Linguiça Picante

Uma linguiça picante da ilha de São Jorge voou directamente para a minha cozinha...
O robalo do mar veio do sítio do costume.
Juntaram-se os dois ... para me dar ideias!
Piquei meia linguiça picante (obrigada Paula), 2 dentes de alho, 1 cebola, meio pimento vermelho e uns pézinhos de coentros.

A Maria (como sempre...) arranjou o robalo.

Abriu-o ao meio e tirou a espinha dorsal.

Salpiquei-o com sal.
Espalhei o recheio por dentro do peixe, calcando bem com 1 colher.

Fechei o robalo, apertando bem para o recheio não escapar.
Em volta coloquei batatinhas cortadas em cubos e cebolinhas novas.
Salpiquei com pedrinhas de sal.
Reguei com azeite e 1 copo de vinho branco, onde dissolvi 1 colher de chá de pimentão doce em pó.
Levei ao forno.

Se alguém está a pensar que devia ter cosido o peixe com agulha e linha, digo já que gosto que bocadinhos do recheio se escapem e enriqueçam o molho.

E a cabeça, foi para quem???

Já decidi: definitivamente, sou peixívora!!!

sábado, 11 de Setembro de 2010

Fricassé do Mar

Outra vez, garoupa de fricassé???
A imaginação anda a bater baixinho e as fotos a falar alto...
Cobri o fundo de uma frigideira larga com azeite.
Juntei 2 dentes de alho esmagados e 1 cebola picada.
Sobre a cebola, coloquei 3 postas de garoupa, salpicadas com pedrinhas de sal, e uns mexilhões congelados, voltados para baixo.
Tapei a frigideira e deixei suar durante uns 10 minutos.
Finalmente juntei uns camarões e deixei-os tomar cor, durante mais 5 minutos.
Apanhei o peixe e os mariscos com uma espátula e reservei.
Ao molho que ficou na frigideira juntei 2 gemas de ovos misturadas com o sumo de 1 limão e uns pezinhos de salsa picados (sim, eu disse SALSA... lol!!!)..
Deixei o molho engrossar sobre lume muito baixinho, mexendo sempre, e voltei a introduzir as postas de garoupa, os mexilhões e os camarões.
Acompanhei com batatas cozidas.
Até os peixinhos da travessa azul ficaram sorridentes com esta jantarada...

domingo, 5 de Setembro de 2010

Petingas Fritas

Já apareceram por aqui, mas como são um dos meus pratos preferidos...
cá estão de novo!
Não tem nada de especial:
lavadas e arranjadas, salpicadas com pedrinhas de sal, passadas por farinha de milho e fritas em óleo bem quente.
A acompanhar as meninas, um belo de um arroz de tomate malandrinho.

Fui gulosa, eu: comi-as todinhas!

sábado, 4 de Setembro de 2010

Coelho no Tacho de Barro

Este nem teve direito à marinada do costume...por falta de tempo.
Mas ficou delicioso na mesma!

Cobri o fundo do tacho de barro com azeite e uma colher de sopa da margarina liquida.
Juntei 1 cebola, cortada em meias luas. e 2 dentes de alho laminados.

Depois coloquei. no tacho, os pedaços de 1 coelho.
Temperei com sal, pimenta, 2 colheres de chá de massa de pimentão e 1 colher de sopa de orégãos.

Reguei com 2 dl de vinho tinto e dei uma mexidela com a colher de pau.
Por cima do coelho, dispus uns raminhos de salsa.

Tapei o tacho e deixei-o sobre lume brando durante cerca de 30 minutos.

Apanhei todos os pezinhos de salsa com 1 garfo.
Acompanhei com batatas fritas e umas folhinhas de hortelã, já no prato.

A falta da marinada não se fez sentir...
e a hortelã foi só no prato de quem gosta: eu! lol...


quarta-feira, 1 de Setembro de 2010

Costeletas com Laranja

Gosto da combinação do sabor da laranja com o da carne de porco...
e não só, mas também!
Temperei 3 costeletas de porco com sal, pimenta, alhos laminados e sumo de 1 laranja.
Deixei ficar por 1 hora,

Fritei as costeletas escorridas em azeite quente, dos 2 lados.
Juntei o sumo de laranja da marinada e 1 cálice de brandy, agitei a frigideira e deixei ferver um pouco.

Acompanhei com esparguete cozido e rodelas de laranja.
Reguei com o molho de laranja.

Hoje começa um novo ano (escolar, pois claro!)...
Bom ano 2010/2011 para miúdos e graúdos!