domingo, 31 de Outubro de 2010

Bolo de Chocolate

Não tem nenhum título de «O melhor do Mundo...» mas. para nós, é como se tivesse...

Bati 300 g de açúcar com 125 g de manteiga amolecida, até obter um creme.


Juntei 3 gemas, uma a uma, continuando a bater.


Adicionei 100g de chocolate em barra, derretido em banho-maria (derreti no micro ondas) e 1 dl de Coca-Cola.
Bati muito bem até obter uma massa homogénea.


Finalmente acrescentei 200 g de farinha e as 3 claras em castelo, envolvendo bem.


Levei a cozer, cerca de 1 hora em forno médio, numa forma untada de margarina e polvilhada com farinha.


Desenformei, quando ficou frio.


Entretanto, fiz a cobertura:
Num tacho, coloquei 40 g de manteiga, 1 chávena de leite, 50 g de chocolate em barra e 3 colheres de sopa de açúcar.
Levei ao lume, mexendo sempre até engrossar um pouco (esta cobertura fica liquida).


Deixei arrefecer e despejei sobre o bolo frio.

Ainda há umas 4 fatias iguais às da primeira foto…
Podem começar a fila! lol!!!

sexta-feira, 29 de Outubro de 2010

Bacalhau Assado com Pimentos Vermelhos

Foi ao ver este bacalhau que me deu vontade de preparar este jantar...
claro que é só parecido! 
O tempo estava meu inimigo...
No tabuleiro de barro coloquei os lombos de bacalhau previamente demolhados (durante 48 horas), batatas cortadas em quartos, umas cebolinhas e tiras largas de pimento vermelho.

Polvilhei com dentes de alho às rodelas, reguei com meio copo de vinho branco, onde dissolvi 2 colheres de chá de massa de pimentão e fios abundantes de azeite.
Levei a forno médio.
Nos últimos 20 minutos, coloquei o forno mais forte.
As batatas ficaram passadinhas, porque estavam em quartos pequenos, mas era preciso não deixar o bacalhau secar demais (por isso mesmo, também o fui regando com o próprio molho).
Alguém quer vir jantar, apesar do adiantado da hora???
Já não há... lol!


terça-feira, 26 de Outubro de 2010

Bifes com Molho de Cogumelos

Este é o prato que faz do P um rapaz muito mais alegre e bem disposto!
As batatas fritas são indispensáveis, claro...

E é super simples;
frito os bifes num fio de azeite (o P prefere os do lombo e que fiquem ligeiramente mal passados)... eu digo ligeiramente, porque sou do clube dos anti- mal passados.
Depois, é só retirar o bife para um prato (o meu não retiro, afasto para um cantinho da frigideira...) e junto cogumelos frescos em farias grossas.
Poucos minutos depois, junto 1 pacote de natas com cogumelos (da Parmalat) e deixo engrossar sobre lume médio.
Volto a juntar no molho os bifes que retirei e deixo impregnar do sabor.

Saem sempre com batatas fritas, eles... e que boa companhia elas lhe fazem!

sábado, 23 de Outubro de 2010

Lombinho com Ameijoas

Nada como ser sábado, para um encontro superlativo absoluto entre umas ameijoas frescas e um lombinho de porco...
Coloquei as ameijoas de molho em água e sal, durante toda a tarde.
Enquanto as ditas cujas tomavam banhoca, temperei o lombinho com sal, pimenta, 3 dentes de alho esmagados, 2 colheres de massa de pimentão e uns borrifos de vinho branco.
Antes de começar a preparação cortei o lombinho em cubinhos.
Cobri o fundo do tacho de barro com azeite, deixei aquecer e juntei a carne com a marinada.
Deixei fritar um pouco.
Tapei o tacho, baixei o lume e deixei ficar até a carne ficar bem tenra.
Então juntei as ameijoas, bem escorridas, tapei o tacho e deixei que abrissem, sobre lume forte.
Polvilhei com um ramo de coentros cortados.
Entretanto fritei batatas e escorri-as bem.

Coloquei-as num prato grande e fundo e, por cima, deitei a carne com as ameijoas.
Desta vez, até me inspirei no «Cozinha Tradicional Portuguesa», mas agora que olhei bem para a foto, vejo que esqueci os gomos de limão… lol!


quarta-feira, 20 de Outubro de 2010

Costeletas com Quase Todos

Se a pescada pode sair com quase todos, as costeletas não lhe querem ficar atrás…
Cobri o fundo de uma frigideira larga com azeite.  juntei 3 dentes de alho esmagados, 1 cebola roxa em meias luas, 2 cenouras cortadas às rodelas e meio pimento vermelho em tiras.
Levei ao lume e deixei rebolar um pouco. 
Juntei 3 costeletas temperadas com sal e pimenta e deixei-as fritar dos 2 lados.
Finalmente juntei feijões verdes e meio copo de vinho branco.
Deixei apurar e, ao mesmo tempo, que o feijão ficasse crocante. 

Isto chama-se «resistir às batatas fritas»...


domingo, 17 de Outubro de 2010

Feijoada de Chocos


Hoje foi com chocos frescos e... nada de camarões que são sempre uma das minhas tentações preferidas!


No tacho de barro, coloquei 1 fio de azeite, 2 dentes de alho picados e 1 cebola roxa em meias luas.

Juntei 2 cenouras às rodelas, meio chouriço também em rodelas e uns cubinhos de bacon.
Depois de se terem rebolado por uns tempinhos no azeite quente, juntei 2 chocos cortados em quadrados (os 2 pesavam 900g).
Reguei ainda com meio copo de vinho branco, salpiquei com umas pitadas de pimenta preta e tapei o tacho.

Deixei sobre lume brando até o choco ficar tenro.
Então foi a vez de entrar o feijão branco que tinha sido demolhado e cozido previamente, assim como 1 concha da água da cozedura.

Polvilhei com um molhinho de coentros picados e deixei apurar um pouco.

Esperei uns minutos, com o lume apagado e o tacho tapado para que os sabores tivessem tempo de criar laços entre si…


Como sei que ficou bom, sem ser só para mim, que sou suspeita?
Houve por aqui quem repetisse duas vezes…


sexta-feira, 15 de Outubro de 2010

Polvo Cozido

Será que hoje é o dia do polvo???
Não foi por inveja, porque nem o comi, mas fizeram-me lembrar desta foto que tirei no dia em que tive a certeza de que o polvo aqui em casa nunca mais ficaria como chiclete…

Coloquei uma panela com água, ao lume, e deixei ferver.

Introduzi o polvo, com 1 garfo e, quando a água deixou de ferver, retirei-o.
Voltei a metê-lo na água, quando retomou a fervura, e voltei a retirar.
Repeti esta operação 3 vezes.
Por fim, deixei-o cozer por 45 minutos.
Acompanhei-o com batatas cozidas, reguei com azeite e polvilhei com salsa cortada.


Nadica de sal, só nas batatas, é mesmo assim…

terça-feira, 12 de Outubro de 2010

Assado Lento de Porco (Round 2)

Ainda não foi desta que saiu como eu queria... mas como nem só de sucessos partilhados vivem as mulheres...
Pelo menos serviu-me para perceber onde estavam os erros...
Gostei deste pedaço de porco.
Acho que se chama vão de costelas, mas alguém mo confirmará...
Desta vez, misturei 2 colheres de sopa bem cheias de banha, sal, alhos picados e 1 colher de sopa de grãos de pimenta preta que não esqueci de esmagar.

Deixei a carne descansar neste tempero, durante umas horas, dentro do tabuleiro de barro.
Como queria que fosse o almoço de Domingo e não apetecia levantar muito cedo, coloquei o tabuleiro no forno, durante 2 horas e meia a 150º C.
Depois desliguei e deixei o tabuleiro no forno, toda a noite.
No dia seguinte, coloquei batatas às rodelas grossas em volta da carne, temperei-as com sal e voltei a levar ao forno, a 150º C, durante 1 hora e meia.
Depois ficou mais meia hora a 180º C para a carne tostar um pouco.
A carne ficou muito tenra, saborosa e com uma bela cor… o mesmo não posso dizer das batatas que, embora bem passadas, ficaram branquelas.
Acho que elas teriam gostado de acompanhar este assado desde o inicio… mas a insegurança ganhou.
Claro que ainda vai haver um 3º round e vamos ver quem ganha!...

domingo, 10 de Outubro de 2010

Carapaus Grelhados

Almoço de sábado, sem história para contar, mas com final suficientemente feliz... para dar a cara por aqui.

 Coloquei os carapaus arranjados no grelhador eléctrico, bem quente.

 Dez minutos depois virei-os com a ajuda de duas espátulas de madeira.
Esperei mais uns dez minutos e…

 … coloquei-os numa travessa.

 Entretanto fiz o molho:
3 partes de azeite, 1 de vinagre, umas pedrinhas de sal, pimenta preta, 1 colher de café de pimentão doce em pó e 2 dentes de alho picadinhos.
Misturei bem.

 Deitei o molho batido numa molheira e juntei uns pezinhos de coentros cortados com uma tesoura.
Acompanhei os carapaus com batatas cozidas, tudo regado com o molho de coentros.


Carapaus grandes, frescos, sem passarem pelo congelador e o meu dia fica mais perfeito…


quinta-feira, 7 de Outubro de 2010

Massada de Camarão

Era uma vez 3 camarões grandões, mortinhos por sair do congelador…

 Descongelei os camarões, durante toda a tarde.
 Descasquei-os e cortei-os em rodelas grossas.
 Numa frigideira larga, coloquei azeite, dentes de alho esmagados e uns cubinhos de bacon.
 Juntei as rodelas de camarão.
 Deixei fritar um pouco.
 Juntei cogumelos frescos às fatias grossas…
 … uma maçã reineta grande em cubos e 4 rodelas de ananás em pedacinhos.
Temperei com pouco sal e pimenta preta moída.
 Finalmente juntei esparguete cozido à parte e bem escorrido.
Envolvi bem.
Para ser perfeito, mesmo a sério, faltou polvilhar com queijo ralado…
Ainda assim juntaram-se os amigos do costume: camarão, ananás e cogumelos!

terça-feira, 5 de Outubro de 2010

Frango Bem Bebido

Este belo frango do campo atravessou a estrada,  caiu todo o dia numa boa de uma marinada e acabou no tacho de barro (nada de lhe chamar nomes feios... lol!), bem tenrinho e apetitoso. 


 O frango, cortado aos pedaços, esteve todo o dia mergulhado numa marinada feita com 1 copo de vinho tinto, meio copo de vinho branco, 1 cálice de vinho do Porto, sal, pimenta preta moída, 4 cabeças de cravinho e 2 dentes de alho picados.
Cobri o fundo do tacho de barro com azeite, juntei 1 colher de sopa de banha e uns dentes de alho esmagados.


Coloquei os pedaços de frango, escorridos da marinada, e deixei-os alourar de todos os lados.
Então juntei o liquido da marinada e uns pezinhos de hortelã. 

Tapei o tacho e deixei sobre lume brando até o frango ficar bem tenro.
Retirei os pezinhos de hortelã e acompanhei com batatas cozidas.

Ainda não foi desta que saiu um coq au vin, com todos os requisitos…
Mas, em dia de Republica, este frango conseguiu ser rei!