domingo, 12 de fevereiro de 2017

Galo de Cabidela

Depois de andar em altas pesquisas, ter consultado o Outras Comidas e o Garficopo (como não podia deixar de ser…), saiu-me  esta deliciosa cabidela…


Na véspera, preparei uma marinada com meio litro de vinho tinto, sal e pimenta, 3 dentes de alhos esborrachados, 3 cravinhos e 2 folhas de louro partidas.
Deixei meio galo, partido em pedaços, a embebedar-se com estes aromas toda a noite.
No dia, cobri o fundo de um tacho com azeite, deitei-lhe 2 dentes de alho esmagados, 1 malagueta seca aberta ao meio, 1 cebola roxa picada e uns cubinhos de barriga fumada.
Deixei a cebola murchar e juntei os pedaços de galo escorridos da marinada.
Selei-os, juntei a marinada e ficou a estufar em lume brando, perto de 2 horas.
Verifiquei a cozedura dos pedaços de galo com a espetadela de 1 garfo.

Juntei, então, arroz carolino (1 chávena de café por pessoa - 3 chávenas), 9 chávenas iguais de água quente, mexi e deixei cozer cerca de 7 minutos.
Passado esse tempo deitei o conteúdo de uma saqueta de sangue, coada num passador (o sangue esteve congelado e quis evitar grumos) e deixei-o acabar de cozer.


Servi antes que o arroz secasse, com uma salada verde.


1 comentário:

Bem vindos(as)!
Obrigada pela visita e também pelo comentário.