quarta-feira, 23 de março de 2011

Rissóis de Alheira (Trilogia 20)

Decretou o Luís que a alheira reinasse nesta 20ª trilogia de quarta-feira.
Amândio e eu lá nos desembrulhámos da tarefa!!!!
E não me pareceu nada mal...


E porque não caçar dois coelhos de uma só vez?
Os rissóis, que iam sair de camarão, saíram de alheira..
E (sem falsa modéstia...) que bons ficaram!


Primeiro, fiz a massa:
coloquei, num tacho e, levei ao lume, 1 chávena de água com 1 pitada de sal, 1 colher de sopa de manteiga e 1 casquinha de limão.


Quando a água ferveu, retirei a casquinha de limão e o tacho do lume.
Deitei, de uma só vez, 1 chávena e meia de farinha (sem fermento) e mexi rapidamente, com a colher de pau.
Voltei a colocar o tacho no lume, durante uns dez segundos, até a massa cozer e se despegar do fundo do tacho.


Despejei-a na pedra da cozinha e, depois de arrefecer um pouco, trabalhei-a com as mãos até se tornar lisa e elástica.
Para o recheio, tirei a pele a uma alheira.
Cozi 1 peito de frango em água temperada com sal e umas rodelas de cenoura.
Piquei-o juntamente com uns pezinhos de salsa e misturei-o com a massa da alheira, com a ajuda de 1 garfo e algum caldo de cozedura do frango.


Estiquei a massa com o rolo, coloquei 1 colher de sopa cheia de recheio, dobrei e cortei com o rebordo de um copo largo.


Passei-os por ovo batido, pão ralado e...


...fritei-os em óleo quente.
Para lhes fazer companhia, fiz um arroz de cogumelos, açafrão e salsa.


Com esta trilogia acabou, por aqui, a era AR (antes dos rissóis) e começou a era DR (depois dos rissóis)...
E agora será bom que o Amândio se despache a fazer o ditado, que outros valores mais altos se levantam...

8 comentários:

  1. o meu marido é fan de alheira ele so come uma enteira gostei da tua edeia ficaram muito bons beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Mataste dois coelhos com uma cajadada e despachaste o fantasma dos rissóis e esta trilogia duma vez.

    Foi uma bela trilogia com belas propostas. Vamos a ver o que reserva a próxima...

    ResponderEliminar
  3. Tal como disse já ao Cupido, esta Trilogia, se for bem assimilada pela gente da indústria hoteleira, pode ser a "lança em áfrica" da entrada das alheiras no mundo dos snacks; só falta mesmo inventar-lhe uma forma, já que o corte tradicional é para camarão, o retangular para a carne e o triangular para o leitão. Mas eles descobrem pela certa...

    ...e aí vamos para a 21ª, que é número de maioridade!

    ResponderEliminar
  4. Adorei a tua sugestão de fazer rissóis de alheira, fenomenal!

    ResponderEliminar
  5. Fantásticos esses rissóis amiga! Adorei a ideia, devem de ter ficado uma maravilha, sem dúvida!! Hummmm...adoro alheira!!!
    Beijinhos doces.

    ResponderEliminar

Bem vindos(as)!
Obrigada pela visita e também pelo comentário.