terça-feira, 4 de maio de 2010

Quase, quase... Goulasch

Chamo-lhe quase quase Goulasch porque andei a ler umas coisas e não cheguei a conclusões, a não ser que se trata de uma carne guisada...
Para dizer a verdade, a vontade de o fazer veio do que li e vi aqui...

No tacho de barro, deitei 1 fundo de azeite, 1 colher de sopa de banha e 2 cebolas cortadas em gomos.

Quando o azeite e a banha ficaram bem quentes, juntei 700 g de carne de vaca, cortada aos cubos, temperada com alhos picados, sal, pimenta e pimentão doce.
Deixei tomar cor, mexendo de vez em quando.

Juntei 2,5 dl de vinho tinto e 3 cravinhos (não gosto de cominhos!).
Deixei estufar (será guisar? - baralho sempre os termos) durante uns 45 minutos, com o tacho tapado.
Finalmente juntei umas tirinhas de casca de limão e deixei apurar o molho.

Acompanhei com batatas cozidas (só por causa dos raspanetes...), mas para a próxima vai ser com fritas mesmo...

Agora concordam comigo no quase, quase???


11 comentários:

  1. eu e esses termos tamebm nunca nos demos muito bem:-)
    mas ficou com bom aspecto
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Estufado ou guisado ,mais parece o segundo, mas isso também não interessa, delicioso deve ter ficado sem dúvida.Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Ficou saboroso não ficou? Isso é o que importa.

    ResponderEliminar
  4. Sou do Brasil e a traduçaõ dos termos me é difícil. Qual a diferença entre estufado e guisado? Bjs, Beth

    ResponderEliminar
  5. que delicia...este quase quase....bjs

    ResponderEliminar
  6. Humm... me parece delicioso....

    Um abraço

    ResponderEliminar
  7. Goulasch ou não o aspecto é óptimo!!Beijocas!

    ResponderEliminar
  8. Aninhas ficou foi maravilhoso!!!
    Bjokas:))

    ResponderEliminar
  9. Vamos lá ver se desta vez não sou bruto...

    O goulasch é demasiado lato e a Hungria (e Austria!)demasiado grandes para que haja uma norma ou um goulasch-padrão. É como o nosso Cozido.
    Mas há algumas bitolas para se dizer que se está perante um goulasch e não perante carne de vaca guisada aos cubos, é claro; além da paprika sempre presente, temos o molho que deve ser engrossado com farinha (não esquecer que lá, goulasch é uma sopa). Quanto às batatas, quando estão presentes foram cozidas no molho, nunca à parte (e não-fritas também, já agora) o que as enche de sabor.
    Adorei o toque criativo das casquinhas de limão, só que assim falha o quase-quase!

    Bom fds!

    ResponderEliminar
  10. Anna, de goulash não tem quase, quase nada....como disse o lpontes falta e sobra umas quantas coisas e NUNCA se come com batata frita.

    ResponderEliminar

Bem vindos(as)!
Obrigada pela visita e também pelo comentário.