quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Rabanadas (Trilogia 4)

Para quem pensa que Natal é quando um Homem quiser, vou dizendo que, desta vez, foi quando uma Mulher (eu!!!!) quis...
E o Amândio e o Luís aceitaram... e que bem se saíram os dois!


Escolhi 1 pão de centeio que deixei endurecer 2 dias.
Cortei-o, então, às fatias.


Levei ao lume 2 dl de água com 300 g de açúcar, um pedaço de manteiga, uma casca de limão, 2 paus de canela e uma pitada de sal.


Mexi e deixei ferver por 5 minutos, até ter uma calda grossa.


Introduzi as fatias de pão, na calda a ferver e deixei-as embeber por segundos.


Bati 2 ovos inteiros com 3 gemas de ovos e mergulhei as fatias de pão nesta mistura, quando saíram do banho da calda.


Depois, fritei-as dos 2 lados, em óleo bem quente.


Escorri-as e polvilhei-as com açúcar e canela.


Passei o resto da calda por um passador e levei-a, de novo, ao lume, para ferver.
Juntei-lhe 1 gema de ovo batida e mexi bem até engrossar um pouco.
Há quem goste de regar as rabanadas com uma colherada deste molho doce.
Eu prefiro as minhas bem secas, como a da 1ª foto.


Estas são as rabanadas que me fazem viajar até ao tempo em que eu era só filha, sem grandes responsabilidades, à espera de provar as primeiras que saíam, ainda quentes...

14 comentários:

  1. Perfeitas essas Rabanadas Antigas!
    Para mim, as rabanadas foram sempre as de infância, chamadas Fatias de Parida, leite, ovo depois o açúcar...
    Esta trilogia fez-me despertar para estas outras realidades que a Ana e o Cupido ressuscitaram e trouxeram até nós. Parabéns!

    ResponderEliminar
  2. Tenho seguido este Blog e cada vez fico mais admirado pelos cozinhados da Anna. Depois vem com aquilo que eu mais aprecio no peixe sobretudo, mas agora com este tipo de rabanada com pão de centeio está maravilhosa. Não se isto te encoraja mas, continua Anna com o blog está 5****

    ResponderEliminar
  3. Que apetitosas...! O ultimo paragrafo deixou-me de lagrima no olho, tb eu tenho essa recordação...em minha casa chamavam-se fatias douradas...Beijinhos Ana

    ResponderEliminar
  4. Eu nunca fiz rabanadas mas todos os Natais a minha casa é abastecida de rabanadas feitas pela minha madrinha. =)Todos os anos passo uma tarde com ela a fazer rabanadas e outros doces. Ela não faz assim. Adorei essa receita e tenho que experimentar.
    Vou fazer num destes dias, escondida. Não quero que a minha madrinha descubra e comece a dizer que já ninguém liga para o que ela faz e que está velha e que não quer saber do Natal.
    Todos os anos ela fica muito nostálgica e desanimada. Sei que passar umas horas na cozinha com ela a fazer doces de Natal e depois ir distribuir por familiares e amigos lhe dá alguma alegria =)

    Se puderes passa no meu blog
    http://aminhacomida.blogspot.com/
    estou a começar =)

    ResponderEliminar
  5. estas vossas trilogias estão cada vez mais gulosas.
    adorei o tema desta semana e já estou ansiosa pela próxima quarta-feira.

    ResponderEliminar
  6. Pelo que já foi dito (comentado), não será fácil deixar de gostar destas trilogias nas quais três pessoas diferentes se vão entregando a estas coisas dos tachos, de uma forma séria e com bons (presumo, mas sou suspeito) resultados.

    Belas rabanadas :)

    ResponderEliminar
  7. Anna ficaram maravilhosas...desculpa não tenho vindo ao teu cantinho motivo uma recaida na minha saude que como sabes é precária mas estou a ficar um pouco melhor...um beijinho.

    ResponderEliminar
  8. bemams que rabandas tao bonitas e que saborosas que devem ter ficado nao me importava nada de trincar uma:-)
    beijinhos e bo fim de semana

    ResponderEliminar
  9. Costumo fazer as rabanadas com leite, tenho de experimentar estas...
    Joana

    ResponderEliminar
  10. Oh Ana... estás-me a fazer cometer uma loucura... Adoro rabanadas e com esse pão hummm delicioso... Que cheirinho a Natal!!!


    Ainda bem que a "mulher" quis que fosse Natal antecipadamente...

    ResponderEliminar
  11. Boa Sugestão Ana, rabanadas de pão de centeio, por certo mais saborosas!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Essa do pão de centeio é uma inovação em relação ao que já conhecia.

    ResponderEliminar
  13. Parabéns seu blog e uma gracinha e eu estarei sempre por aqui para nao perder nenhuma das suas novidades, estarei te seguindo !!
    bjs

    ResponderEliminar

Bem vindos(as)!
Obrigada pela visita e também pelo comentário.