quarta-feira, 6 de abril de 2011

Massada de Peru com Fiambre (Trilogia 22)

Se há coisa que estas trilogias não são, pelo menos para mim, é uma maçada...
Muito pelo contrário!
Por isso mesmo, propus ao Amândio e ao Luís fazermos uma massada, nesta 22ª trilogia.


Cortei peito de peru em tiras.
Coloquei-o numa taça e polvilhei-o com 2 colheres de chá de gengibre fresco ralado, 1 dente de alho picado, uma pitada de sal e outra de pimenta, 3 colheres de sopa de vinho branco e 1 colher de sopa de azeite.
Misturei tudo e deixei marinar durante umas horas, virando a carne de vez em quando.
Num tacho derreti 2 colheres de sopa de manteiga, juntei as tiras de peru com a marinada e deixei saltear.
Reguei com 1 dl de caldo de galinha e deixei estufar uns dez minutos em lume brando, com o tacho tapado.


Fervi em água e sal ervilhas tortas durante 1 minuto.
Escorri-as.
Cozi espirais de massa e escorri-as também.
Numa frigideira salteei, em azeite, as ervilhas tortas, 1 alho francês cortado em rodelas (só a parte branca) e 2 fatias grossas de fiambre (100 g cada uma), cortadas em quadrados.


Juntei as espirais de massa e deixei fritar um pouco, mexendo sempre, durante cerca de 3 minutos.


Envolvi as tiras de carne, estufadas, com um garfo e servi.


22ª cumprida e bem despachada...
E agora, Luís?
É a tua vez...

4 comentários:

  1. Simples e eficaz esta tua massada que não deve ter sido nenhuma maçada a comer, com esse toque especial do gengibre fresco, que me custa a imaginar mas que vou experimentar.

    ...e agora é a minha vez. A ver se arranjo um tema que seja "bom como o milho" para esta próxima 23ª!

    ResponderEliminar
  2. Antes de mais, obrigado por ter publicado este meu comentário que humildemente vem divulgar o meu novo blog. A vida é uma correria, mas se por momentos nos dedicarmos nem que seja um pouco há cozinha, as coisas podem tornar-se muito mais fáceis. É um homem que escreve este blog, um homem que se viu na necessidade de cozinhar para si. Pratos simples que sejam, são como eu gosto de comer. Um blog para partilhar com todos os que gostam da arte de cozinhar, uma arte de faço e garfo. E agora, já vai uma garfada?

    http://pratosdeouro.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. olha que delicia devia estar esta massada. As vossas trilogias são muito engraçadas, parabéns! Já me fiz seguidora dos restantes membros da trilogia! :)

    bjos

    ResponderEliminar
  4. Quando propuseste o tema da Massada, pensei que era mesmo uma massada de tacho e foi assim que me fiz ao tacho para a massada de entrecosto.

    Afinal, massadas são massadas quando e como se quiserem e apesar da minha ter sido de carne no tacho, a tua de - nem carne, nem peixe - perú e a do Luís, de chocos - nem peixe nem carne - foi uma bela trilogia que se cumpriu.

    A brincadeira com a carne e o peixe é mesmo brincadeira, porque a tua massada está fantastica.

    Achei piada à vossa escolha da massa, ambos se renderam às espirais.

    Depois da wondermassada, teremos uma trilogia boa comó milho, como disse o luís...

    ResponderEliminar

Bem vindos(as)!
Obrigada pela visita e também pelo comentário.